…mas este ano foi uma festa molhada devido a muita chuva | De Olga Purim para Reynaldo Purim 1922

[Cartão Postal conforme o carimbo postal recebido no Rio em 19/06/1922 com a mensagem incompleta]

….. Então ainda isso, mais aquilo. No dia 21 de maio o Karlis [Leiman] esteve em Tubarão onde houve uma Festa de Batismos, pois o Sr. Oscar de Oliveira e sua esposa foram batizados e talvez você já tenha lido esta notícia no “O Baptista” [um jornal batista do campo Paraná/Santa Catarina] onde apareceram notícias de Tubarão. No dia 28 de maio em Rio Novo também houve Festas de Batismos quando foram batizados os seguintes: Willis Klavin, Willis Slengmann, Eduardo Karklin, Adolfo e Alfredo Burmeister, Karlis Leepkaln, Harri Feldberg, Hulda Maisin, Leontina Toppel e os nossos Luzija e Arthur [Purim]. Naquele dia o tempo estava muito bom e ainda assim continua.

A primeira geada aconteceu no dia 10 de maio, mas grandes ainda não houveram, mas já aparecem plantas aqui e acolá sapecadas pelo frio. –

No dia da Ascensão do Senhor houve uma Festa na Igreja, que nesta época sempre são de grandes geadas, mas este ano foi uma festa molhada devido a muita chuva. A festa na parte da manhã foi dirigida pelo Karlis e ao meio dia o costumeiro lanche com café com leite e pela tarde a parte social.

O Alexandre Klavin [Era professor no Rio de Janeiro] tinha chegado de Nova Odessa e com ele veio como companheiro o Robert Kreeplin para conhecer o Rio Novo. O Konrad Frischembruder viajou para São Paulo. Amanhã o Karlis vai embora. Ele precisava viajar antes, mas como ele ficou esperando o Fritz, [Leiman], mas este chegou no sábado passado a noite.

Então assim nós tivemos a oportunidade de ter visto e conversado com todos os filhos do Leimann este ano. Bem agora chega pois eu não tenho espaço para me adentrar para mais novidades.

Com lembranças de todos. Olga.