Desejo muito que esta lhe encontre com boa saúde,,,| De Onofre Regis para Reynaldo Purim – 1926 –

[Está mensagem já estava em português e não foi corrigida]

Pedras Grandes 06 de Fevereiro de 1926 [ Pedras Grandes era uma estação da Estrada de Ferro Dª Tereza Cristina entre Orleans e Tubarão]

Ilmo. Sr. Reynaldo Purin

Rio de Janeiro

Prezado Irmão em Christo
.
Saudações em Jesus.

Desejo muito que esta lhe encontre com boa saúde e gosando a doce do nosso bom Pae Celestial.

Recebi a sua ultima carta acusando-me o recebimento dos 20$000, que lhe agradeço.

Agora remeto-lhe 10,000 para o pagamento da m/ assignatura do Jornal Baptista, que, de ora avante deverá vir endereçado a Pedras Grandes, a onde me acho residindo: vendi a onde morava e mudei-me para aqui.

O principal fim desta, é pedir-lhe enviar-me com a maior presteza possível, um prospecto do Colegio Baptista, Hontem esteve aqui o meu Am.o. Dr. Otto pediu-me para mandar vir porque quer pôr no Colegio um Filho ou filhos. Favor mandar-me também uns folhetos, “Tres Rasões porque deixei a Egreja de Roma”.

Aceite as nossas lembranças e abraços.
Seu Irmão em Christo.
Onofre Regis
______________________________

Eles eram os únicos parentes nossos aqui… | De Olga Purim para Reynaldo Purim – 1922

Rio Novo 9 de julho de 1922

Querido Reini – Saudações

Recebi a tua a tua carta datada há bastante tempo, mas não quis responder de imediato porquê o Karlis [Leimanis] na última manhã que passou em nossa casa prometeu contar tudo como as rodas giram por aqui para você lá no Rio. Achei que seria muito melhor do que uma simples carta e aqui o tempo continua escasso com tanto serviço para ser feito.

Hoje também não vou escrever muito, pois chegamos agora à noite do último culto dirigido pelo Fritz Leiman e amanhã ele vai embora e nós ainda vamos até Orleans para acompanhar na despedida. Pode ser que o Karlis já tenha contado que o Fritz veio buscar os pais que estão sozinhos e incapacitados para viverem sem acompanhamento.

Nenhum dos filhos queria voltar a morar aqui. Então o Fritz convenceu a ambos os velhos que em indo junto com ele as preocupações cessariam tanto deles próprios como dos demais irmãos que não tinham sossego imaginando como os pais estariam longe e sozinhos. Eles ficaram muito tristes ter que deixar lugares queridos e pessoas amigas. Mas o Fritz com suas brincadeiras e muito bem humorado está tentando minimizar o trauma, pois a mãe não estava com esta saúde toda. Mas a pesada sensação que será a última vez que estarão abraçando os amigos deixa o ambiente muito triste.

A Sra. Leiman veio para o culto ontem à noite e não mais voltou para a sua casa, ficou hospedada na casa dos Ochs. Foram o velho e o Fritz buscar parte da mudança para viajarem amanhã. Tu não imaginas a nossa tristeza, pois se os velhos estão indo embora; os filhos que apareciam aqui eram por causa deles e agora pouco provável que eles por aqui apareçam outra vez. Eles eram os nossos únicos parentes aqui….

Teria muita coisa para escrever, mas está difícil para se concentrar em um momento destes.

Não sei se você vai achar por bem ou por mal, mas nós compramos do Leiman as roças, os animais, a fábrica de farinha de mandioca e todas demais utilidades domésticas. Agora vamos ter que morar alguns tempos por lá. O Fritz como também o velho Leiman sugeriram que também fosse comprado o terreno e lá instalado o tio que deverá vir da Letônia para o Brasil e menos traumatizante para a Sra. Leiman deixar as coisas para os parentes daqui do que vender para estranhos e este tipo de preocupação deixá-la doente novamente.

Se você souber algo sobre a chegada destes nossos parentes tente avisar que nós os estamos aguardando-os aqui.

Já chegaram os parentes dos Auras que vieram da Alemanha. Bem por hoje chega.

O tempo está seco e o inverno está quente e nenhuma geada grande ainda não ocorreu.

Os jornais já chegaram há bastante tempo.

Não se assuste se nós aparecermos por lá. Só não esqueça de encomendar um grande almoço.

O Fritz esteve um domingo em casa e fez um serviço não recomendado (tirou fotos) e depois trouxe os resultados em forma destes retratos quais não ficaram muito nítidos porquê alguns sais de revelação estavam em falta para ele, mas assim mesmo estou mandando para você.

Então até outra vista. Olga

…mas este ano foi uma festa molhada devido a muita chuva | De Olga Purim para Reynaldo Purim 1922

[Cartão Postal conforme o carimbo postal recebido no Rio em 19/06/1922 com a mensagem incompleta]

….. Então ainda isso, mais aquilo. No dia 21 de maio o Karlis [Leiman] esteve em Tubarão onde houve uma Festa de Batismos, pois o Sr. Oscar de Oliveira e sua esposa foram batizados e talvez você já tenha lido esta notícia no “O Baptista” [um jornal batista do campo Paraná/Santa Catarina] onde apareceram notícias de Tubarão. No dia 28 de maio em Rio Novo também houve Festas de Batismos quando foram batizados os seguintes: Willis Klavin, Willis Slengmann, Eduardo Karklin, Adolfo e Alfredo Burmeister, Karlis Leepkaln, Harri Feldberg, Hulda Maisin, Leontina Toppel e os nossos Luzija e Arthur [Purim]. Naquele dia o tempo estava muito bom e ainda assim continua.

A primeira geada aconteceu no dia 10 de maio, mas grandes ainda não houveram, mas já aparecem plantas aqui e acolá sapecadas pelo frio. –

No dia da Ascensão do Senhor houve uma Festa na Igreja, que nesta época sempre são de grandes geadas, mas este ano foi uma festa molhada devido a muita chuva. A festa na parte da manhã foi dirigida pelo Karlis e ao meio dia o costumeiro lanche com café com leite e pela tarde a parte social.

O Alexandre Klavin [Era professor no Rio de Janeiro] tinha chegado de Nova Odessa e com ele veio como companheiro o Robert Kreeplin para conhecer o Rio Novo. O Konrad Frischembruder viajou para São Paulo. Amanhã o Karlis vai embora. Ele precisava viajar antes, mas como ele ficou esperando o Fritz, [Leiman], mas este chegou no sábado passado a noite.

Então assim nós tivemos a oportunidade de ter visto e conversado com todos os filhos do Leimann este ano. Bem agora chega pois eu não tenho espaço para me adentrar para mais novidades.

Com lembranças de todos. Olga.