Se o pai do sorteado não puder sobreviver é….| Da Arthur Purim para Reynaldo Purim -1928 –

Florianópolis 10 de maio de 1928
Querido Irmão! Envio saudações e que a Paz de Deus esteja com você.
No dia primeiro deste mês eu mandei uma carta informando que agora eu estava servindo ao exército em Florianópolis, mas ainda não sabia se ficaria aqui ou teria que ir para Curitiba ou Ponta Grossa. Agora eu posso afirmar que estou aqui e aqui vou ficar. A minha decisão foi decorrente das informações de diversos Reservistas que lá estiveram no 15º Batalhão quais contaram que a vida lá é pior do que pra cachorros. Aqui no 14º Batalhão também não é essas coisas, mas os superiores me aconselharam entrar para na Artilharia para ser operador de canhões onde a vida é menos corrida, menos instruções, melhor comida, melhor dormitório etc. Eu graças a Deus estou me sentindo muito bem. Esta semana começaram as instruções que se resumem em atividade física como ginástica e técnica de saltos etc.
Aqui perto existe uma Igreja Presbiteriana com um lindo Templo aonde eu vou aos Cultos. São pessoas muito dedicadas e sinceras na vida espiritual.
O Comandante de nossa Bateria é Presbiteriano.
Um Soldado ganha 21$000 (vinte e um mil réis) por mês e eu que me inscrevi como marceneiro posso ganhar um pouco mais, pois eles consideram quem é profissional também não tem necessidade de tanta instrução.
Aqui na Bateria somos umas 30 pessoas e o barulho não é grande.
De casa ainda não recebi nenhuma carta, mas espero que em breve chegue. O tempo aqui está muito quente. Na noite passada caiu uma forte chuva.
Quando ainda estava em Rio Novo foram tentadas todas alternativas para que não fosse necessário vir, não porque eu não quisesse vir e sim para que não deixasse os pais sem um mais forte apoio e provedor. Queríamos riscar o nome na lista dos sorteados onde o meu nome está grafado como Otto Roberto, mas eles informaram que não é possível. Se o pai do sorteado não puder sobreviver é para ele vender uma parte do terreno para ter condições de vida. Quanto ao nome se fosse assim qualquer pessoa chegaria e pediria para riscar o nome com alegação de que é chamado por outro nome só pra voltar para casa. Portanto veja, se é bom ou não é tão bom tenho que aguentar. Mas eu na realidade não reclamo, pois estou convicto que estou aqui pela vontade de Deus. Como é vontade de Deus só espero que ele continue dirigindo a minha vida daí para frente. Como ele me colocou neste lugar aqui eu quero servi-lo.
Desta eu penso que chega de escrever, pois não tenho muito tempo, logo seremos chamados para tomar chá e voltar para as instruções e mesmo não tenho mais o que escrever, pois os acontecimentos cotidianos não vale a pena descrever.
Quando escrever favor o nome aqui estou registrado como Otto.
Fico enviando amáveis saudações.
Teu Irmão Arthur Purim
PS
O meu endereço: Otto Roberto Purim 3ª Bateria I.A.C Florianópolis Santa Catharina Brazil

2 comments on “Se o pai do sorteado não puder sobreviver é….| Da Arthur Purim para Reynaldo Purim -1928 –

  1. Armands diz:

    So can you speak Latvian? Do latvians in south america know their language?

    • V. A. Purim diz:

      Man ta laveechu valoda ir gruta.Um anglu valoda ar man neiet labi.Gribetu zinat ko vareto taisit lai palidzet so jaunu draugu Armands kungs.
      Palieku gaididam vairak zinas.
      V.A.Purim

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s