Mas aquela faca de cortar lingüiça de porco o Grimberg ainda não mandou. | de Arthur Purim para Reynaldo Purim – 1926 –

Rio Novo 30 de Setembro de 1926

Saudações meu querido irmão Reini

As tuas cartas a de 25 de agosto e a outra com as fotografias e aquela “procuração” e mais os jornais chegaram todos. Vieram em dois pacotes. Mas aquela faca de cortar linguiça de carne de porco o Grimberg ainda não mandou . Ele me escreveu que tem medo de mandar porque a administração dos Correios poderia achar ruim em trazer uma “ferramenta” tão exótica. Se for possível ainda hoje vou escrever pedindo que ele embrulhe bem em bastante papel e mande assim mesmo.

Nós estamos passando bem. Agora estamos trabalhando por aqui mesmo. Estamos fazendo tudo o que aparece e que seja mais urgente. Algumas semanas atrás nos aramos o pasto junto à porteira e também aqui na frente da casa começando na estrada aqui na entrada passando pela laranjeira indo até lá em cima até a grande figueira. Na semana que vem se tudo der certo vamos fazer uma cerca para separar as áreas e plantar milho para mais tarde plantar grama para renovar a pastagem. Esta semana estamos derrubando o capoeirão no morro em frente logo junto à estrada principal e se tudo der certo deverei terminar amanhã. Na realidade eu queria terminar hoje, pois trabalhei o dia inteiro e também por isso a minha letra esta um garrancho que mais parece um pé de galinha.

Aqui o tempo está muito chuvoso, chove e ronca trovoada todo o dia. Hoje foi exceção, pois fez tempo limpo o dia inteiro, mas faz uns 3 meses que chove demais e atrasa todos os serviços. Com um tempo destes não dá para capinar nem plantar nada e o que foi plantado, por exemplo: a batata inglesa, as folhas ficam pretas, apodrecem e não crescem.

De modo geral as coisas vão normalmente. Os produtos agrícolas é que estão muito baratos e ninguém quer comprar. Por exemplo, o feijão que no ano passado chegou a ser vendido a 80$000 o saco este ano estava a 18$000 a saca e tinha muitos tinham esperança que esta situação ia se reverter e aguardaram melhora nos preços e agora está a 5$000 e assim mesmo ninguém quer comprar e assim é assim também com outros produtos.

Bem hoje chega. Como estás passando lá na América? Não está muito frio? Como foi a viagem? Você também alimentou os peixes no mar? Como fostes recebido na Escola? Como é por lá de modo geral?

Escreva uma longa carta sobre todas coisas de lá. Hoje não vou escrever muito.
Com muitas lembranças do APurim. (Arthur Purim)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s