…mas podemos afirmar que tudo que tens mandado já foi recebido…| De Arthur Purim para Reynaldo Purim 1926

Rodeio do Assucar 9-8-26

Querido irmão Reini:

Recebi a tua carta escrita no dia 19 de julho quase não esperando, pois existem outras cartas em trânsito e não daria tempo para chegar à resposta. Você agora tem se apressado em escrever quem sabe pensando que alguma carta sua tenha se extraviado, mas podemos afirmar que tudo o que tens mandado já foi recebido aqui inclusive aquele pacote de jornais que veio em meu nome recebi na semana passada.

Você mandou uma longa carta “comercial” qual recebi por ocasião do funeral da Olga. Esta carta veio registrada. Você escreve sobre a alternativa de vender o terreno da Bukuvina e comprar o terreno aqui dos Leimann. Na semana passada escrevi que nada ainda tínhamos deliberado sobre o assunto e como a sopa não deve ser tomada quente demais deixamos para depois. Mas agora já está mais claro entre nós sobre o que queremos: Se fosse vendida a Bokuvina por um bom dinheiro então poderíamos comprar o terreno dos Leimann e moraríamos aqui. Eu gosto mais daqui pelas facilidades do cultivo da terra por que aqui a topografia é muito mais plana e as raízes crescem melhores. Por exemplo, a mandioca, aipins e batatas. Também o arroz cresce melhor que no Rio Novo. Quanto aos pastos são mais planos e não existem aquelas grotas profundas. Quanto às madeiras das matas é vantagem também. São lindas árvores com cerne muito duro que nem existem na Bukuvina nem no Rio Novo.

Principalmente é muito melhor quando se refere aos animais, pois nós agora temos 20 bovinos entre bois e vacas, 8 equinos entre cavalos e éguas e 19 porcos. Todos estes ano nós temos vendido manteiga se bem que agora um pouco menos, mas durante todo verão inteiro nós entregávamos 4 kilos por semana a 4$000 o kilo. O preço continua 4$000 e assim houvesse manteiga era só entregar. Se por acaso o negócio da compra por qualquer razão não der certo então a maioria destes animais deverá ser vendido uma vez que no Rio Novo, pois lá os pastos são menores, plantas daninhas demais e as cercas sem boas condições e agora principalmente que não estamos lá os pastos lá no Rio Novo mais parecem um matagal e não vale a pena levar um bando de animais não será vantagem nenhuma e por outro lado vender; quem os comprariam. Agora para vender por preço de vintém é só dar um assobio que tudo mundo vai correr comprar.

Agora que tenho descrito as nossas dificuldades e obstáculos da nossa vida aqui, agora está em ordem o estudo das alternativas para fazer o negócio. Nós achamos que você deveria escrever para Argentina tanto para o Arthur Leiman como para o Fritz explorando todas as possibilidades e fechando o negócio como realmente é seu. Então quando eles viriam para cá os preços e as condições já estariam previamente estabelecidas. Todo aquele terreno está em nome do Arthur, mas quem tratou sobre o arrendamento das terras para nós foi o Fritz. Então dai a razão para que você escreva para os dois principalmente o preço. Ele faz bastante tempo que não tem escrito para nós. Quanto a Bukuvina nós também não temos aberto o preço e nem realmente posto a venda. Existem pessoas perguntando se nós vamos vender a Bukuvina e por quanto? Nós temos deliberado que por menos de 20$000,000 não será possível vender. Quem sabe pedir uns mil a mais para pode baixar. Você concorda com este preço? Será que é baixo o preço ou é caro demais? Escreva para ambos, pois quanto nós sabemos eles virão ambos depois para fazer os negócios.
O endereço deles é o seguinte:
Fr. Leiman, Urdinarrain Entre Rios Argentina.
A. Leimann, Rufino F. e P. Santa Fé Argentina.

Bem por hoje chega e como você vê foi escrito bastante e você terá muito que ler e avaliar. Faça o negócio e venha morar aqui na tua terra nova. Devo lembra que se possível e não for muito cara mande já esta “Procuração” e se por acaso sair o negócio ela já esteja à mão.
Com lembranças de todos. Arthur.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s