…se nós não conseguirmos comprar a terra dos Leiman,nós não vamos vender a Bukovina. De Lucia Purim para Reynaldo Purim – 1926 –

03 de agosto 1926.
Querido Maninho!
Se bem que nada tenha recebido de você, vou te escrever. Também não tenho nada de novo depois da longa carta que eu te mandei e é provável que já estejas lendo.
Nós graças ao nosso querido Deus [A palavra Deus está no diminutivo que em português não teria sentido, mas em leto é uma forma carinhosa e familiar de se referir a Deus.] estamos todos bem.
Na sexta feira da semana passada nós mandamos um pacote via postal registrado com valor declarado de todos bens nela contidos para eventual ressarcimento, por que quando é envia uma encomenda sem valor expresso não há como pleitear qualquer pagamento. O pacote continha 4 pares de meias, 2 pares de luvas 1 pequeno xale – [ devia ser um cachecol, pois homem nenhum usava xale que era bem maior feito de tricô ou crochê em lã e era um artigo muito usado por elementos do sexo feminino ] e ainda uma camisa. Dentro de uma das luvas foi também uma longa carta então se você achou e leu está muito bem informado sobre tudo daqui.
Nesta carta estou anexando o croqui do teu terreno da Bukovina, aliás, é o mesmo que tu mandasses, agora com a distância em metros de cada uma das divisas. Agora com a tua escala podes fazer um novo desenho em papel de boa qualidade isso por não termos material nem aquela facilidade de fazer desenhos como você.
Eu já mencionei em outras cartas que se nós não conseguirmos comprar a terra dos Leiman nós não vamos vender a Bukuvina no Rio Laranjeiras. Dinheiro para outras coisas não precisamos e não estamos convencidos se nós devemos mesmo comprar, pois a casa aqui não pode ficar vazia como já escrevi em outra ocasião, mas a “Procuração” podes mandar se não for muito cara para que no caso que saia o negócio já tenhamos a autorização. Sobre isso já escrevi em outra carta estou repetindo, pois se no caso aquelas cartas tenham se extraviadas então deves saber as providências que deves tomar.

Junto estou enviando um livrinho, se você não tem e gostar então podes ler. Este tipo de livros são revendidos aqui pelos Karklim e pelos Frischembruder. Este livrinho vale a pena ler. Assim a gente fica sabendo o que aconteceu por lá e por que tanta controvérsia entre o Fetlers [Líder Batista na Letônia] e o pessoal do “Kristiga Westnesis” [Jornal Batista da Letônia].
Desta vez chega. Muitas lembranças de todos.
Lúcia

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s