…mas receber alguma carta não tenho tido este prazer. De Luzija Purim para Reynaldo Purim – 1926 –

Rio Novo 30 de maio de 1926

Querido maninho.

Embora de você nada tenha recebido, apesar de sempre estar aguardando todos os dias e assim passam-se as semanas, mas receber alguma carta não tenho tido este prazer. Não sei o que tenha acontecido por que não escreve mais. Pode ser que esteja doente, pois em uma das cartas você menciona que está muito cansado e que seria possível vir o descanso na noite eterna, ou antes, e isso me deixou muito preocupada. Pois agora por qualquer coisa fico super nervosa e abalada. Fico pensando porque ele não escreve sobre a nova fase de sua vida. Pode ser que nesta fase esteja passando necessidades e ainda devido ao excesso de trabalho ou será que existe algum outro motivo. Antigamente você escrevia longas cartas e agora quando escreve são cartas curtas. Ou nada tens mais para contar. Para nós você pode contar tudo. Por que ficar tão reservado se nós somos da mesma família irmãos e irmãs.

Nós aqui vamos levando a vida de sempre, serviço à gente tem demais e nunca conseguimos fazer tudo. Como pessoas somos poucas e trabalhos demais e assim sempre estamos sobrecarregados de serviço e temos que trabalhar demais. A Olga nada pode ajudar, não está de cama, mas melhor não fica.

As Festas passaram já há bastante tempo, o tempo estava bom, se bem que pela manhã começou a chover um pouquinho, mas depois melhorou e saiu um belo sol. O programa foi longo e variado, mais hinos e músicas. Foram esperados visitantes de outras localidades, mas não veio ninguém.
O convite foi feito através da publicação “Zelhmalla Seedos” [“Flores a Beira do Caminho”], mas não tenho certeza se foi publicado, mas sei que o dinheiro da assinatura e também o correspondente ao valor do anúncio foram entregues pelo João Zeeberg para a Selma [Klavin] para que a mesma entregasse a pessoa responsável lá no Rio de Janeiro. Ficou bem claro que o dinheiro era também para o convite, mas agora surgem dúvidas se mesmo a Selma entregou e porque ninguém recebeu este ano este jornal e quem sabe tenha terminado a sua vida de publicação. Se isto aconteceu é deveras lamentável, pois a Kate contou que no Seminário este ano são 24 os alunos letos. São tantos mesmo?

Então agora acho que já escrevi bastante e é bastante tarde. Hoje à noite estivemos na Igreja e teve aquele programa da Noite de apresentações diversas da Mocidade. Foi muito interessante o programa com hinos, mensagens, poesias etc. foi muito agradável para ouvir e meditar. Venha você também ouvir e ver como o trabalho é harmonioso quando todos componentes escalados colaboram e apresentam um trabalho muito bonito.

Hoje na Igreja foi apresentado o novo casal de noivos: A Natalia Felberg com o Eduardo Karklim.

Muitas lembranças de todos de casa e vou ficar aqui esperando uma longa carta tua.

Lucija

PS – Gostaria de saber se as cartas minhas enviadas em 16 de abril e 7 de maio tu já recebestes.

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s