Pena e muita pena que você não possa ter vindo para….. | De Thomas Ukstin para Reynaldo Purim – 1926 –

Ijuhy 15 de abril de 1926

Caro irmão

Reinold Purin

Primeiramente receba fraternas saudações minhas e de outros irmãos aqui da Igreja e fazemos votos de que Deus cubra o seu trabalho de ricas bênçãos.

Ambas as cartas que você escreveu já recebemos e agradecemos a sua solicitude e esforço, mas também não podemos negar que estamos tristes por não ser possível a você aceitar o nosso insistente convite e o motivo disso tudo é que nós realmente necessitamos de um pastor. Já tínhamos ouvido as boas referências e esperávamos e é uma pena que não aconteceu como nós queríamos. Quem sabe que seja mais necessário que conforme a vontade de Deus você tenha que trabalhar na Sua obra em algum outro lugar.

A nossa necessidade primordial é encontrar um pastor principalmente que pudesse trabalhar na área de Missões com a comunidade brasileira dos quais já temos um pequeno grupo. Também poderíamos desenvolver novas localidades, pois as portas estão abertas em toda parte. Somente temos carência realmente de um pastor poderoso para esta obra. Por isso pensamos no seu nome, pois assim poderíamos desenvolver bastante este trabalho e juntamente o nosso trabalho de nossa comunidade leta onde seria o centro do trabalho e bem como a residência do obreiro. A igreja tem uma “colônia” [Gleba rural] para a morada do pastor etc.

Provavelmente já saibas que nós tivemos uma dissonância com os obreiros da Missão Brasileira, mas agora graças a Deus está tudo acertado, então daí as boas esperanças para o futuro, mas não podemos negar que existe um certo mal estar em relação com os pastores da Missão Sueca que não tem nenhum comprometimento com a evangelização dos Brasileiros e também com relacionamento bastante difícil com a nossa Igreja e comunidade. Sinceramente eu espero de um modo ou de outro este espírito difícil deva terminar para o bem da Missão.

Pena e muita pena que você não possa ter vindo para conosco pelo menos para ficar como nosso hóspede e assim conhecer estas lindas paragens e o mais saudável clima do Rio Grande do Sul e uma vez conhecedor destas plagas poderia mais facilmente aceitar o desafio deste trabalho missionário (ainda você poderia repensar sobre o assunto)
.
Terminando aceite as saudações de vosso irmão em Cristo.

Thomas Ukstin

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s