…que aprenderam nos Seminários, pois ele aprendeu aos pés de Jesus. | De Lúcia Purim para Reynaldo Purim – 1924

Rio Novo 28-2-24
Querido irmãozinho!
Saudações! Hoje estou escrevendo uma carta para você porque estão havendo algumas coisas novas por aqui. Até agora não temos recebido nenhuma carta sua e amanhã temos que ir para a cidade para ver tem chegado alguma.
Nós estamos bastante bem.
O tempo está seco e depois de ires embora, não choveu mais. Na semana passada foi muito quente, mas esta semana sopra um forte vento e à tarde e a noite está bastante fresco. A grama nos pastos em muitos lugares está realmente seca e na calha a água corre bem pouca *. Hoje ficou nublado e chegou roncar trovoada e pode ser até que chova.
Ainda sobre os espias da terra de Canaã, eles já estão em casa [Podem ser alguém enviado pelo Purens?] No dia 23 de maio já estavam em Imbituba e na Segunda feira já estavam em casa. Você não os viu? Eles contam que encontraram um navio ainda próximo a Imbituba. Veja como foram rápido para “Varpa”, eles nem irão porque os “Odessenses” já contaram todas as “vantagens” de lá. Somente viajaram duas horas de carroça de cavalos de distância de Nova Odessa e eu ainda não sei o nome do lugar [Areias], mas lá já moram muitos letos e o Willis Osch já contratou terras para eles trabalharem. Eles dizem que lá é melhor que aqui. Podem conseguir mais e melhor terra para cultivar e assim conseguir ganhar mais dinheiro.
Também o velho Stroberg já chegou para morar em Rio Novo. Ele veio para cá junto com eles e o Karlis [Stroberg] foi até Nova Odessa para acertar os detalhes da mudança dele para cá. Ele deverá estar já dia 12 em Imbituba. Alguns comentários por aqui é que os rio-novenses tomam a sopa ainda muito quente. Vamos ver com vai ficar, pois ainda existem muitas dúvidas. Ainda o Sahlit na sessão da Igreja de Domingo falou que ele não tem nenhum curso formal em seminário teológico e sim em diversos cursos avulsos em Riga. Ele teria dito que ele não é como os outros que aprenderam nos seminários, pois ele aprendeu aos pés de Jesus.
Bem desta vez chega. Já escrevi bastante. Quando receber a tua carta ai terei bastantes assuntos para comentar sobre ela. Também terei acumulado mais novidades para escrever-te. Mas escreve bastante, como foi à viagem de volta e como estão as coisas por lá? Como o Ruhdi agüentou a viagem?
Se você escrever cartas, curta, eu também vou fazer assim também.
Muitas lembranças de todas e também da Luzija.
[Escrito a lápis no rodapé]
Hoje recebi a tua carta escrita em Imbituba. Como você sentiu o mar? Também tinha ventos fortes? Aquele documento do nosso terreno, eu já peguei com o Cascaes.

[ * Nota sobre o suprimento de água da casa dos Purim em Rio Novo:]
[Calha era por onde a água chegava por gravidade até o cocho, mais perto possível de casa. Era captada em uma fonte distante uns 100 metros, no fim do pasto, quase na divisa com o capoeirão do Augge e era encaminhada em calhas feitas do tronco do palmito Jussara, escavado com enxó goiva e colocados em estacas de madeira tipo forquilhas firmemente fincadas no chão. Como estas calhas vinham pelo pasto muitas vezes os animais ao se coçarem ou tentarem passar por baixo terminavam derrubando causando falta d’água. Com o tempo a capacidade de passagem ficava reduzida devido do acúmulo de limo verde e nestas condições tínhamos que pegar uma vassoura velha de sorgo e proceder uma limpeza completa que era facilitada pelo fluxo da própria água. Mais tarde a fim de evitar estas interrupções foi feita uma canalização com uma galeria feitas com tijolos e cobertos com terra. Daí surgiu outro problema que era o fechamento da pequena passagem pelas raízes de uma figueira chamada “Leiteiro” (Peschiera fuchsiafolia).[A solução foi à reabertura para o processamento da limpeza do duto e a derrubada destas figueiras. Era uma figueira que dá flores pequenas de cor branca de formato helicoidal e é uma praga nas pastagens e em qualquer outro lugar].

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s