…também não gostei de ler estas cartas… | De Olga Purim para Reynaldo Purim

(Cartão Postal faltando o final)
[A remetente no endereço é Olga Purim]

4 de dezembro de 1921

Querido Reini, Saudações.

As tuas cartas recebi, aquela escrita em 9-11-21 eu recebi no domingo e a outra escrita no dia 15-11-21 eu recebi no dia 30-11-21 e também aqueles remédios também chegaram. Muito obrigado pôr, tudo.

Mas também não gostei de ler estas cartas, porque lá está escrito que não vens para casa.

Nós já nos estávamos aprontando para esperar, pois os dias das férias estão chegando e você viria para casa. Mas qual nada. Este ano são esperados para o Natal pessoas importantes.

Um deles e o Butler e todos da família Leiman. O Arthur Leiman pode chegar a qualquer momento, pois já escreveu que vinha. O Fritz Leiman com a esposa Lúcia somente para o Natal.

O Willis [Leiman] virá um pouco mais tarde e o Karlis [Leiman] que virá como missionário em Joinville também vai chegar até antes até aqui. O Luppers vai pagar 400$000 pôr mês para ele trabalhar em Joinville e na região. Mas, não sei se alguma alegria maior vão encontrar aqui só Deus sabe, pois a senhora Leimann está realmente muito doente há mais de um mês e não agüenta mais.
O Paps [Jahnis Purim meu avô] já foi fazer o caixão [Este caixão não foi usado por esta pessoa e a minha mãe Verginia F.Purim não achava apropriado ter uma urna funerária no sótão da casa] e a Mamma [A Mamma – Lisete Rose Purim minha avó paterna tinha uma grande afinidade com a senhora Leiman e ela cuidou com extremo cuidado usando medicamentos baseados em babosa (Aloe Vera), hidroterapia (Compressas), homeopatia e outros recursos disponíveis na época conseguindo assim reverter o problema que ela tinha no estomago ou intestinos que era o mal que ela tinha sofrido] faz muitas semanas que está lá, com ela, porque não tem outras pessoas, que possam tomar conta e não sabemos se ela vai conseguir esperar pôr alguns deles. Pôr ai você pode observar como as coisas vão pôr ai.

Depois mais, deverá vir o Pastor Inkis de São Paulo a convite do Butler para participar da Convenção em Rio Branco no dia 11 de janeiro e depois que virá ao Rio Novo. Se você viesse poderia ser somado a tantas pessoas ilustres. Bem, quem está acima de qualquer rionovense, já chegou.

A grande e ilustre dama do Rio de Janeiro, a Selma Klavim chegou ontem à noite. Vamos ter que agüentar toda aquela sabedoria e inteligência, mais que suficiente. [Parece que ela não era muito querida pelas jovens da comunidade] Se ela vai ficar ou vai voltar para lá eu não sei……
[Sem o final]

Advertisements

6 comments on “…também não gostei de ler estas cartas… | De Olga Purim para Reynaldo Purim

  1. João Gretzitz diz:

    Dargais Draugs! Queria apenas comentar, a titulo de ilustração de tão belo texto, que os antigos letos ao casar já faziam o caixão para a viagem de volta ao pai. Durante a vida do casal o caixão era usado para guardar mantimentos…Sveiks!

  2. V. A. Purim diz:

    Lielu Paldiesu mans Draugs.
    Obrigado meu amigo!

  3. Ademir diz:

    O Texto aponta indicadores geográficos da cidade de Joinville [SC], de Rio Branco [Núcleo Federal de Colonização], o qual estava localizado no distrito de Bananal [atual Guaramirim/SC]. está certo a minha interpretação?
    Saudações!
    Ademir Pfiffer – Historiador

    • V. A. Purim diz:

      Sim. Para mais informações sobre este assunto gostaria que lesse a crônica ” A História de um Pioneiro” entre as mais antigas. Depois gostaria de saber a sua opinião sobre a evolução dos fatos.
      Em um dos livros meus sobre a Guerra do Contestado menciona que esta área foi designada para os sem terra jagunços vencidos.
      Preciso de sua ajuda.

  4. Helen Cristine Leimann diz:

    Ola, gostaria de saber se essas cartas são veridicas, pois meu sobrenome é Leimann e gostaria de saber mais da minha familia, por isso estou pesquisando.

    • V. A. Purim diz:

      Olá Helen Cristine. Todas informações do blog são verídicas salvo quando nalguma crônica esteja a indicação como Ficção.
      O seu sobrenome Leimann é muito comum em toda parte, inclusive existe um grupo na Internel com Leimans de todo Mundo.
      Na teoria deles o Primeiro casal criado por Deus foi o Adão Leimann e a sua dignissima Eva Leimann e o resto é o resto.
      Agora no Blog a referência é o casal Juris Leimann e sua esposa Eeva Leimann que eram primos da minha avô paterna que vieram da Letônia em 1891 para o Rio Novo e muitas vezes mencionada em cartas e crônicas.
      Resta saber se a Helen Cristine é desta turma ou da outra.
      Estaremos aguardando comprovações.
      Aquele abraço.
      V.A.Purim

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s