Onde isso vai levar e o que você vai fazer com isso? | De Olga Purim para Reynaldo Purim – 1921

Rio Novo 26 de maio de 1921

Querido Reini! Saudações!

Hoje eu estava com receio, pois já faz duas semanas que recebi a tua carta escrita no dia 29-4-21. Nunca eu deixei uma carta, tanto tempo sem resposta..

O motivo é que para a cidade raras as vezes que a gente vai. Então a gente ia deixando para frente e também os novos escrevinhadores estavam aguardando coisas novas acontecerem, para então escrever, mas como você sabe aqui as novidades são poucas. Bem desta vez vou escrever tudo o que for possível. Isso mesmo.

Você possivelmente não vai achar muita coisa e tempo você não tem muito e sempre deve ter alguma carta pendente para responder. Quando pode achar muito tedioso, mas responda somente o que for importante.. No dia 29-4-21 eu mandei uma carta. Agora já são duas vezes que coincidiu que no dia que você estava escrevendo lá, e eu estava escrevendo cá.

Nós graças a Deus estamos passando bem e faço votos que tu também estejas.

O tempo está muito seco. Outono assim faz tempo, não tem havido como deste ano. A chuva tem sido mínima e há semanas que o tempo permanece limpo a semana inteira, Na outra semana sim, uma noite até que choveu bastante, mas pela manhã estava tudo enxuto, pois um desagradável vento frio soprava intensamente. Este trouxe as primeiras geadas. Noutro dia, lá perto da Igreja já estava com a grama um pouco branca, mas foi por pouco tempo, pois agora já está quente outra vez.

Noutros anos por esta época as geadas, já tinha deixado tudo acinzentado, mas este ano por aqui ainda está tudo verde. No ano passado as folhas verdes da mandioca tinham caído todas e esse ano continuam como estivessem continuando a crescer.

E também as roças de milho este ano estão mais bonitas. Noutros anos quando as chuvas e tempestades derrubavam o milho, muitas espigas apodreciam.

Desta vez foi muito diferente e principalmente daqueles perto da ponte e também mesmo a coivara junto do mato, o milho está um amarelo dourado, firme de pé, pois muito poucas as hastes que estão caídas. Também na coivara da Bukuvina o milho está muito bonito com espigas muito grandes e muito bem maduras devido ao tempo quente e seco. Somente nas duas grotas, na roça junto a mata, mais para o lado de casa, o vento derrubou um pouco, mas ai, já estamos terminando de colher.

Daqui uns dias vamos começar a transportar e jogar dentro do paiol que você conhece bem.

Estamos ainda com muito serviço porque o feijão não está todo arrancado e ainda muito por “bater”. Você escreve que arrancar feijão e quebrar o milho é um serviço leve, mas não está rendendo nada, porque estão muito entrelaçadas com as hastes do milho e ai não é nada fácil. Tudo isto agravado pelo acentuado declive do terreno que você bem conhece, onde estão paus das queimadas anteriores e pedras descem rolando e batem nas canelas da gente.

E você nas ruas planas e limpas do Rio de Janeiro. Claro que lá é muito melhor.

Eu sempre pensei que no Rio de Janeiro as roupas e tecidos seriam mais baratos. Aqui as mercadorias estão muito baratas. Somente a farinha de trigo está a 1$500 o quilo, mas essa a gente não está comprando. Sem ela a gente sobrevive e deixa que custe até 2$000 o kilo.

O açúcar está valendo 7$500 a arroba. A farinha de mandioca a 5$000 a saca. A carne de gado estava a 1$600 o kilo em Orleans. Agora está a 1$200. O toucinho até bem a há pouco tempo estavam pagando a 13$000 a arroba com ossos e tudo. O feijão está a 8$500 a saca.

O arroz que este ano deu de maneira sensacional estão pagando a 6$000 a saca e nas vendas já limpo é vendido a 4$000 a arroba. Nós não temos muito, porque não plantamos muito este ano, mas a qualidade dos grãos está muito bonita.

Os vizinhos que plantaram 2 quartas colheram de 25 a 30 sacas da variedade de casca amarela. Nós este ano não conseguimos esta semente. Outros conseguiram com os poloneses, lá para os lados da Linha Antunes Braga. Esta variedade é muito mais produtiva. No ano que vem vamos deixar de plantar as de cascas brancas e mudar para as de casca amarela, pois além de ser mais produtivo é menos exigente quanto à qualidade do solo.

As roupas aqui são caras, mas não tanto quanto lá que te pediram por um terno de brim 100$000. Aqui na Venda do Pinho, eu vi um brim bonito amarelo como aquele que uma vez você já teve somente mais encorpado do que aquele por 4$000 o metro.. Se você quer um terno completo com colete então 7 metros seriam suficientes que dariam 28$000 e mais botões, linha, forros e tecidos para os bolsos 30$000 então ainda sobraria 70$000 para o alfaiate. Eu e a Mamma estivemos conversando sobre a possibilidade de comprar aqui um tecido bom e mandaríamos já com as calças prontas e o tecido para você mandar fazer o fraque e o colete. Gostaria de saber, quanto isto custaria e é possível que saísse mais barato e assim você poderia guardar o seu rico dinheirinho para as outras coisas, porque as roupas geralmente com o uso diário duram muito pouco.

Tecidos de lã boa, não sei quanto, as mais caras de 18$ a 20$ o metro e aquelas de 10$- 12$ a gente vê que não são grandes coisas. Gostaria que você calculasse direito e me escrevesse, pois quando eu for à cidade, posso avaliar a melhor solução para a sua roupa.

Agora a senhora Leimann no mês de abril mandou duas vezes, alguns pares de meias feitas em casa, para o menino lá na Argentina. Lá elas custam de 5 a 8 pesos. O menino sente muito frio, lá em Buenos Aires. Ele ainda te escreve? Não se pode esperar muito de uma pessoa, que diz que vai muito bem. Frio ele passa porque a cidade dele está mais perto do pólo sul. Este ano ele vai terminar o curso e vai sair de lá pronto “Doutor”.

Você saiu daqui antes e parece que vais demorar a conseguir este título de “Doutor”. Não sei, se vale a pena estudar tanto. O outro cuidou de estudar caligrafia e todas manhãs fazer café para os professores.

Você fica quebrando a cabeça e a língua com a Língua Grega e fica fazendo experiências com microscópios. Onde isso vai levar e o que você vai fazer com isso?

Bem, por hoje chega senão vai ser muita coisa para você ler e eu também preciso ir dormir, pois estou com muito sono.

Pode ser que logo receba alguma carta e ai tenho que escrever outra vez. Logo a Luzija vai imprimir o seu manuscrito. Então eu mandarei na semana que vem porque neste envelope não cabe mais.

Vai também junto uma carta do Arthur.

Com muitas e amáveis lembranças – Olga.

P. S – Junto eu estou mandando duas amostras de tecido, mas parecem que não são muito bons. O branco custa 3$500 e o cinza custa 4$000. Logo vão chegar novos tecidos e eu vou especular mais.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s