Agora ele está estudando a língua brasileira. | De Artur Purim para Reynaldo Purim – 1921

Rio Novo 24 de maio de 1921

Querido irmão!! Saudações.

Eu recebi a tua carta em 13-5-21. Muito obrigado. Nesta minha resposta eu tenho muito o que escrever, mas não sei o que escrever primeiro e o que deixar por último.

No domingo passado à noite teve aquela reunião da mocidade, onde são feitas aquelas apresentações [Uma das funções da União de Jovens era para treinar e desinibir, ou melhor, facilitar o aprendizado para falar em público] que foi bastante longa, pois demorou mais de duas horas. Houve uma série de apresentações variadas, algumas interessantes outras nem tanto. Alguns jovens escrevem o que vão apresentar, mas eu nunca escrevi. Outros extraem trechos de velhos jornais ou de livros. O Karkle [Karlis] escreveu: Acho que os rapazes do Rio Novo não são muito inteligentes. [É uma longa estória, onde a moral é: Mais fácil, dizer e dar palpites do que mesmo fazer as coisas] O Ludis ficaria pasmo diante disso, pois só escreve bem quem sabe e treina muito..

O Augusto foi servir o Exercito e lá não tem nada o que fazer. Agora ele está estudando a língua brasileira pelo menos para ler e escrever. A maioria não sabe nem ler nem escrever.

Alimentação, dizem que lá quartel é muito boa, eles dão comida de 5 a 6 vezes por dia e nos feriados ainda muito mais.

Agora começou uma fase que eu fico com as unhas coçando de vontade de atirar e tem muitos bichos que estão comendo a cana de açúcar.

Mas estes graxains não dá para esperar para caçá-los, então, eu armo a espingarda e deixo engatilhada na trilha do bicho ao anoitecer. Quando ele vem e enrosca nos fios e os puxa fortemente, já sabe é um estampido só. O último era um cachorro do mato que o tiro atravessou a garganta que lavou tudo de sangue e assim mesmo ele ainda correu um pedacinho antes de cair morto. Quando eu trouxe para casa a Leda, não queria parar de morder. Tiramos a pele e foi muito fácil esfolar e penduramos o couro cinza para secar.
Noutro dia armei a espingarda outra vez, mas os bichos se tornaram espertos e pulam por cima dos fios que até deixam pêlos enroscados. Noutra vez eles conseguiram fazer arma disparar, mas o tiro deve ter passado por baixo da barriga. Agora a nossa espingarda teve um problema e assim tivemos levar para o ferreiro, para consertar, mas amanhã já vamos buscar.

Semanas atrás a Mamma trouxe dos Leimann aquela espingarda velha, estava enferrujada e nós limpamos e agora atira que o estampido reboa por ai.

No sábado passado, eu ia com a Marsa para a Bukuvina para buscar baraço de batatas para o gado eu levei a espingarda junto. Na volta quando estava atravessando a mata, atirei e matei um bicho que se chama “Cuatí” e tem uma bonita pele. Levei para casa e começamos a tirar o couro e ai vimos que não era fácil, pois ele tem uma camada grossa de toucinho.

Lá na Bukuvina tem muitos veados e comem o baraço da batata doce. Noutro dia eu madruguei e fui caçar os veados, mas os bichos são muito ariscos e ao menor ruído devem ter ido embora..

Já voltando através do mato noutro lado da grota vi um outro bando de “Coatís” bem no alto das árvores. Atirei a primeira vez, mas não acertei. Atirei a segunda vez e acertei dois grãos de chumbo na garganta do bicho, mas não deu mínimo sinal de cair.

Eu, apressadamente, [as espingardas eram as pica-pau carregadas pela boca] carreguei para o terceiro tiro e este acertei no peito e o bicho despencou como fosse uma pedra lá do alto. Comecei a procurar por toda parte, mas o mesmo tinha sumido, mas depois de muita procura achei num buraco profundo. Levei para casa, tiramos a pele e como sempre fazemos cozinhamos a carcaça junto para comida dos porcos.

Agora eu tenho três belas peles, uma cinza e duas amarelas. Na semana que vem eu vou armar a espingarda para matar os veados.
Bem agora chega.
Escreva bastante.
Lembranças de todos. Arthurs. [O Arturs ou Otto Roberto nesta altura estava com 15 anos de idade].

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s