Alexandre Klavin | O primeiro Pastor da Igreja Batista Leta de Rio Novo Orleans Santa Catarina

ALEXANDRE KLAVIN, FOI O PRIMEIRO PASTOR DA IGREJA BATISTA LETA DE RIO NOVO – ORLEANS NO BRASIL.
Ano 1900
Notícia publicada no Jornal da Letônia chamado
“Majas Viesis n.12 (O Visitador do Lar) de 21 de março de 1901 “
Matéria gentilmente cedida pela Sra. Brigita Tamuzza de Riga Letônia.
Trad. por V.A.Purim

Informo só, que estou aqui em Rio Novo (Rio Novo a colônia, encontra-se 12 km distante da estação ferroviária de Orleans do Sul, onde se encontra o centro da citada colônia o qual a jusante do rio Tubarão ate o porto de Laguna percorre uma ferrovia). Na colônia pela observação vejo que aqui as coisas andam e andarão… Minha viagem durou quase 2 meses. Orleans do Sul fica na província de Santa Catarina no Brasil..

Ao chegar, fui recebido por amigos, irmãos e irmãs da colônia leta de Rio Novo, cavaleiros e carros de boi vieram me receber na colônia Rio Novo…
Fomos honrados com diversos portais elaborados com palmeiras e guirlandas de flores, bem como um jantar elaborado com muito amor.

Então no primeiro domingo assumi como pastor da igreja. Surgiram dificuldades, onde arranjarei terra? Nas proximidades não há… soubemos que um colono próximo da igreja quer desfazer-se das suas duas propriedades e mudar-se para outro lugar. Então teremos que negociar, mas negociar com a seguinte condição: terei que comprar as duas casas com todos os pertences.
O assunto foi devidamente avaliado, o lugar está à mão, bonito e agradável, com pastagem formada e diversas fruteiras, reconheci que não poderia demorar e comecei a negociar.
No inventário havia 7 animais grandes e alguns pertences, somando tudo no contrato comprei por 600 mil réis (mais ou menos 200 rublos), mas a terra terá que pagar em separado. Pelo conjunto das duas colônias perfazendo 150 “pűrvietas”.[ A purvieta era uma medida agrária da Letônia e correspondia a 0.4 de hectare então ele na realidade comprou 37.5 hectares por 600 mil réis e ainda continuar pagando o saldo devedor na Empresa Colonizadora ] Assim de imediato tornei-me um proprietário com 7 animais grandes. Fui presenteado com mais ou menos 70 galinhas, porcos, gansos, perus, cabras e ovelhas, somando umas 100 cabeças…

Agora como líder espiritual dos letos chegar no (Eberea)??, então a igreja achou por bem doar 100 diárias em regime de mutirão então imediatamente encaramos o trabalho, para que até o Natal a casa esteja pronta. Embora estejamos vivendo na mata virgem, mas, quando o problema é construção, então há grande dor de cabeça, porque a madeira apropriada para construção, não há muitas e temos que transportar por duas ou três (pűrvieta) [novamente a distância que a madeira tinha ser transportada] de distancia e é bastante difícil. Mas, quando há boa vontade e um pouco de dinheiro, é possível construir uma boa residência e pelo visto terei a melhor e mais bonita casa em Rio Novo. Ela está sendo construída com diversas madeiras fortes e valiosas. Aqui as casas são construídas com esteios e entre os esteios são colocados pranchões. A minha casa é construída com a seguinte madeira: esteios de “Louro” e “canela”. [os esteios eram nos cantos da casa e eram parte enterrados no solo]. Nestes esteios eram abertos sulcos onde eram encaixadas as pranchas Os barrotes e linhas são de “peroba” e “pinheiro”, as paredes de “cedro” e forro de “baguaçu”. Diversas madeiras duras e valiosas existem acima de 10 variedades, que devemos conhecê-las bem, antes de construir…

Continua

…nada importante aconteceu aqui. | De Olga Purim para Reynaldo Purim

CARTÃO POSTAL

Orleans 30-12-20

Querido Reini!
Saudações!

Ontem à noite recebi a tua carta escrita em 8-12-20.
Fazia tempo que não tínhamos nenhuma notícia sua. Então até que enfim chegou. Ficamos felizes em saber que estás passando bem. Nós também estamos passando bem.
O tempo está seco, mas a temperatura está muito instável, ora calor e em seguida já, fica bem fresco.
Agora eu não tinha tempo para escreve uma carta, mas como já é fim do ano vou ter muita coisa para te escrever. Por isso vou ter que arranjar tempo para fazer uma resenha de tudo o que ocorreu durante o ano. Então aguarde a próxima.
Agora não espere demais que nada importante aconteceu aqui.
Com lembranças de todos. Olga.

NT Esta mensagem é a última do ano de 1920
Aguardem até o ano que vem 1921.
___________________________________________________

Está um luar maravilhoso…. | De Olga Purim para Reynaldo Purim

25 de novembro de 1920
Querido Reini! Saudações!
Eu não pensei que tão rápido teria que te escrever, porquê cada ano que ia e ano que vinha, as tuas férias, nunca sabia onde ias passar e como não podia ser diferente este ano também você nada escreveu onde estás e para onde irias. Recebemos no Domingo passado os papéis azuis com os jornais, mas lá também não veio nada escrito. Já estava conformando-me em ficar aguardando o seu endereço temporário, não sei quando. Mas ontem a noite recebi a carta escrita no dia 11-11-20, a qual chegou muito rápido. Por tudo muito obrigado. E hoje a noite já estou escrevendo a resposta, pois é provável que alguém de nós vai para a cidade e logo esta chegará ao seu destino. Também não te admires se não tenho novidades, pois não faz muito tempo uma dia 4 de novembro acompanhada de uma fotografia e a outra dia 9 de novembro. As tuas cartas foram todas recebidas e extravios não houveram nenhum. – Dos nossos parentes da Rússia você mandou alguma carta para nós?
Tempos atrás pensávamos que você viria para casa, mas há pouco tempo atrás, recebemos “O Baptista”, onde está escrito que estão te convidando para trabalhar no Paraná. Então deduzi que se fostes convidado então irás para lá, mas veja infelizmente não deu.
Se tivesses vindo para casa poderias ainda chupar muitas laranjas e também os pêssegos estão muito bonitos. O Rubis (Roberto Klavin) como grande cientista previu que este ano será um ano bom, também para as uvas e tudo vai se desenvolver-se muito bem. E ainda tem o mel, enfrentar as abelhas para colher o mel, você não vai mais precisar, porque a colheita já terminou e todo o mel já foi tirado. O que você poderia fazer era negociar, comprando barato e vendendo com lucro em outros lugares. Nós das 55 colméias antigas tiramos 17 latas. Todos produtores de mel fizeram boa colheita. O tempo hoje à noite está muito bom, está um luar maravilhoso, tão claro que é possível ler um livro ao luar e também a temperatura está amena e nada quente. Nós agora estamos capinando a mandioca e o milho e ainda tem tantos outros serviços. Na semana passada choveu e tudo esta crescendo bonito inclusive o mato. A coivara da Bukuvina, nós queimamos no dia 9 de novembro. Foi uma queimada formidável. Naquele dia o vento também estava forte e fez uma fumaceira sem fim. O fogo pulou o aceiro para dentro das samambaias em diversos lugares, mas foram imediatamente controlados (apagados) e a grande vantagem é que os troncos e outros tocos de árvores, não estavam muito secos. O Enoz como vizinho veio ajudar e foi muito bom queimar naquele dia porquê não estava tão seca ainda e se tivesse esperado ai o perigo seria muito maior. Por mais de uma semana depois da nossa grande queimada o povo por todos os lados continuou fazendo as grandes fumaceiras. A roça da Bukuvina nós plantamos em 3 dias 4 ½ quartas de semente de milho. No total nós já plantamos mais de 10 quartas.(Quartas de alqueire – Um alqueire tem 4 quartas)
Bem por hoje chega. Nada de novo tem ocorrido e tudo continua velho. Pode ser que receba alguma carta, então ai eu escrevo de novo. Ai também é possível que você tenha também mais tempo, porque já estará de férias. Lembranças de todos. Viva com saúde. Olga.

NT A espressão ” recebemos os papéis azuis ….” deve ser papel carbono usado para copiar modelos de vestuário de Revistas e Jornais

…estão convidando o Freimans para Pastor. | De Carlos Leiman para Reynaldo Purim

Castelo ES. 10 de novembro de 1920

Querido Reynold!

Saudações!

Primeiramente os “meus parabéns” pelo teu futuro. Li no “O Baptista” que os paranaenses te elegeram como evangelista e com isso, será o início da realização de teus sonhos. Ou não?

Agora antes de você partir eu gostaria de pedir um favor: Mandar-me cópias dos Hinos “Salvar teus irmãos ao redor” e “Chautauquianos” com letra e música e as despesas eu te reembolso pelo correio.

Aqui está tudo bem, trabalho sempre tem bastante e ainda cresce todo dia.-

Os Rionovenses estão convidando o Freimans como Pastor. Será que ele vai? Será que ele vai agüentar a sabatina?

Perdoe-me os erros.

Com muitas lembranças.

Carlos Leiman