Alexandre Klavin | O primeiro Pastor da Igreja Batista Leta de Rio Novo Orleans Santa Catarina

ALEXANDRE KLAVIN, FOI O PRIMEIRO PASTOR DA IGREJA BATISTA LETA DE RIO NOVO – ORLEANS NO BRASIL.
Ano 1900
Notícia publicada no Jornal da Letônia chamado
“Majas Viesis n.12 (O Visitador do Lar) de 21 de março de 1901 “
Matéria gentilmente cedida pela Sra. Brigita Tamuzza de Riga Letônia.
Trad. por V.A.Purim

Informo só, que estou aqui em Rio Novo (Rio Novo a colônia, encontra-se 12 km distante da estação ferroviária de Orleans do Sul, onde se encontra o centro da citada colônia o qual a jusante do rio Tubarão ate o porto de Laguna percorre uma ferrovia). Na colônia pela observação vejo que aqui as coisas andam e andarão… Minha viagem durou quase 2 meses. Orleans do Sul fica na província de Santa Catarina no Brasil..

Ao chegar, fui recebido por amigos, irmãos e irmãs da colônia leta de Rio Novo, cavaleiros e carros de boi vieram me receber na colônia Rio Novo…
Fomos honrados com diversos portais elaborados com palmeiras e guirlandas de flores, bem como um jantar elaborado com muito amor.

Então no primeiro domingo assumi como pastor da igreja. Surgiram dificuldades, onde arranjarei terra? Nas proximidades não há… soubemos que um colono próximo da igreja quer desfazer-se das suas duas propriedades e mudar-se para outro lugar. Então teremos que negociar, mas negociar com a seguinte condição: terei que comprar as duas casas com todos os pertences.
O assunto foi devidamente avaliado, o lugar está à mão, bonito e agradável, com pastagem formada e diversas fruteiras, reconheci que não poderia demorar e comecei a negociar.
No inventário havia 7 animais grandes e alguns pertences, somando tudo no contrato comprei por 600 mil réis (mais ou menos 200 rublos), mas a terra terá que pagar em separado. Pelo conjunto das duas colônias perfazendo 150 “pűrvietas”.[ A purvieta era uma medida agrária da Letônia e correspondia a 0.4 de hectare então ele na realidade comprou 37.5 hectares por 600 mil réis e ainda continuar pagando o saldo devedor na Empresa Colonizadora ] Assim de imediato tornei-me um proprietário com 7 animais grandes. Fui presenteado com mais ou menos 70 galinhas, porcos, gansos, perus, cabras e ovelhas, somando umas 100 cabeças…

Agora como líder espiritual dos letos chegar no (Eberea)??, então a igreja achou por bem doar 100 diárias em regime de mutirão então imediatamente encaramos o trabalho, para que até o Natal a casa esteja pronta. Embora estejamos vivendo na mata virgem, mas, quando o problema é construção, então há grande dor de cabeça, porque a madeira apropriada para construção, não há muitas e temos que transportar por duas ou três (pűrvieta) [novamente a distância que a madeira tinha ser transportada] de distancia e é bastante difícil. Mas, quando há boa vontade e um pouco de dinheiro, é possível construir uma boa residência e pelo visto terei a melhor e mais bonita casa em Rio Novo. Ela está sendo construída com diversas madeiras fortes e valiosas. Aqui as casas são construídas com esteios e entre os esteios são colocados pranchões. A minha casa é construída com a seguinte madeira: esteios de “Louro” e “canela”. [os esteios eram nos cantos da casa e eram parte enterrados no solo]. Nestes esteios eram abertos sulcos onde eram encaixadas as pranchas Os barrotes e linhas são de “peroba” e “pinheiro”, as paredes de “cedro” e forro de “baguaçu”. Diversas madeiras duras e valiosas existem acima de 10 variedades, que devemos conhecê-las bem, antes de construir…

Continua

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s