Ele falava brasileiro…. | De Olga Purim para Reynaldo Purim

Rio Novo 26 de agosto de 1920

Querido Reini!

Recebi a tua carta escrita no dia 7-9-20 hoje depois do almoço, Obrigado. – Ontem o Rubis (Roberto Klavin) tinha ido a Orleans e tirado do Correio, mas como ele não tem um vintém de memória e as vezes vive desligado filosofando, ele passou a cavalo em frente de nossa porteira e esqueceu de entregar a carta. Mas hoje pela manhã a Mamma foi visitar a senhora Klavim e a trouxe. Parece que esta ficou bastante tempo em Orleans.

Bem, como você foi muito caprichoso em responder a minha carta na mesma noite eu também esta noite vou escrever algumas linhas, porquê amanhã alguém irá para a cidade e poderá levar ao Correio e ai você também rapidamente terá a sua carta. Aquelas anteriores todas foram recebidas e chegaram quase as 3 no mesmo tempo e nós mandamos a resposta no dia 9-8-20. – Você sempre quer saber de novidades e desta vez pode ser que tenha alguma coisa de novo se bem que prá mim parece que tudo está de velho. – Nós graças a Deus estamos todos bem. O tempo este mês está seco e sopra um vento frio. Terminamos de colher o milho. Despejamos no paiol 157 cargas. No ano passado colhemos 132 cargas. Sobre a fabricação do açúcar já escrevi em outras cartas e deu 6 fornadas (tachos) e agora estamos com 3 formas cheias { Forma era um cesto de taquara mansa com o mesmo trançado do tipiti mas bem maior sem o arremate reforçado e a boca estreita do tipiti. A forma tinha uns 0.70 de boca e uns 0.90cm de altura e era usada para escorrer isto é separar o melado do açúcar. As formas eram colocadas em cima de cochos e apoiadas em sarrafos. No cocho acumulavam-se o” melado do cocho” e as “mãe do mé” mas esta é outra história..} Se você chegasse esta noite poderia ir para a “fábrica “ servir-se de melado do forno quente e garapa a vontade e ainda o abrigo cheio de cana, pois o Enoz já foi para casa dele. Agora é o Enoz ( Ernesto Grüintall) que está fazendo açúcar. Ele vai ficar rico pois a cana dele também cresceu muito bonita. Ele está trabalhando com um camarada brasileiro. Vai dar uma umas 4 fornadas ou talvez mais.

Nós já plantamos 2500 mudas de cana de açúcar e 1800 mudas de cana sal para o gado. Na semana passada começamos o roçar o capoeirão na Bokuvina onde em tempos passados foi a grande coivara. Eu não tenho ido porque eu não tenho uma foice. Estão dizendo que onde eles tão roçando quase parece mata virgem mesmo. Cresceu muito rápido e com as mesmas espécies de mato. Eu estou capinando onde será plantada a mandioca.

Você menciona a sua preocupação de que com a saída do Butler diminuiria a freqüência dos membros e freqüentadores da Igreja. Esta sua preocupação não se concretizou, pois até parece que mais gente tem vindo a Igreja. A noite mais que de dia. E mesmo nas quartas feiras, mesmo pessoas de idade tem vindo mais que antes.

– Quando o Butler estava de viagem para Curitiba ele encontrou em Imbituba um Missionário americano que está fazendo uma viagem de reconhecimento pelo Sul do Brasil e em conversas o Butler recomendou este americano ir até o Rio Novo para conhecer. Recomendou que procurasse os Stekert e inclusive escreveu uma carta para a senhora Stekert para ela saber quem era a pessoa que eles iriam receber e outra também para o Juris Frischembruder. E no domingo seguinte aqui em Rio Novo muita gente se assustou com um novo pastor no púlpito. Ele mora na Província do Pará e de naturalidade sueco, mas muito novo tinha emigrado para os Estados Unidos onde depois cursou o Seminário Batista de Chicago, mas ele não pertence a mesma Convenção dos outros missionários americanos que a gente conhece por aqui. O nome dele é Gunnar Wingren { Este foi o fundador da Igreja da Assembléia de Deus no Brasil – Parece que estava fazendo uma viagem de avaliação} e aqui ele passou 2 domingos e dirigiu 4 cultos, isto é um domingo pela manhã e outro domingo a noite respectivamente. Ele falava brasileiro bastante compreensível. Também houve dois cultos que ele dirigiu em Orleans. O Butler também tinha contado a ele de Mãe Luzia e dos Andermann e o tipo de cultos de adoração deles. Então o Roberto levou ele até lá. Pode ser que ele tenha te escrito, mas em resumo, quando chegaram lá na segunda feira a noite foram direto ver o tipo de culto e noutro dia o americano disse que aquilo era brincadeira, então já viu. Não tiveram a menor chance e foram fazer o culto na casa dos Klava. É que o Andermman não admite ou permite ninguém que não seja ele ou conhecido dele. Na volta entraram na Estação do Braço do Norte para conversar com o Onofre e na volta em Orleans ainda teve a chance de estabelecer uma polêmica com o pastor Sabatista que tinha vindo buscar os “dízimos”. Depois ele viajou para o Rio Grande do Sul onde vai se encontrar com outros suecos com os quais mantém contatos.

– Ontem por pouco consegui ler a carta que o Mis. Deter escreveu para o Onofre; ele conta que ele e o Lupper estiveram em Florianópolis e que o Deter tinha vencido as resistências que havia pois o pessoal de São Paulo queria que o Lupper fosse para lá. Mas é promessa que ele venha para Sta. Catarina e breve virá até o Rio Novo. Outro pastor e também com a esposa que deverá vir até Rio Novo é o Revmo. James Mc Cabes e deverá ficar algum tempo por ai. De que lugar ele é o Deter não menciona. – Antigamente ninguém sabia e nem vinha para o Rio Novo e agora tudo mundo quer vir para terra onde mana o leite e o mel. Pode ser que seja positivo pois durante as Conferências foram mencionados fatos onde os letos são muito ricos e conceituados então seria bom que os letos daqui se abrissem para novas idéias e também procurassem novas oportunidades.

Bem por hoje chega. Bem agora a moda são cartas longas e assim quero que você continue a mandar. Lembranças de todos. Olga.

(Escrito na lateral) Sobre os livros do Butler eu não sei nada. Só sei que a primeira remessa chegou. Tu podes escrever direto para Curitiba. O novo, endereço, ainda não sei. Sei que chegaram lá no dia 27 de julho.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s