Pelas montanhas e vales do sul do Brasil, 2

continuação da parte 1

2

Repousamos suavemente, até a aurora atingir as janelas. Despertamos alegremente e logo fui verificar o panorama ao redor. Vejo laranjeiras em grande quantidade; à margem do laranjal uma calha de madeira conduzindo água cristalina em abundância que é usada para todas as necessidades. Satisfeito e feliz, observando os arredores da residência, em silencio agradeci a Deus, pelo modo como proporcionou ao meu irmão um belo lugar e uma terra fértil.

Ouço o convite para o culto doméstico. Meu irmão, segundo o costume, lê a Bíblia conforme o programa da lição dominical. Após a leitura agradecemos a Deus e imploramos as bênçãos para os eventos do dia.

Tomamos café e nos dirigimos ao culto, verificando que alguns jovens se apressam para a Escola Bíblica Dominical. Após pequeno trecho pela estrada de terra, chegamos ao espaçoso templo da Igreja Batista de Rio Novo, em cujo jardim há diversas laranjeiras e flores. Ao redor do templo, uma macia relva verde. Junto à igreja jorra ainda uma bela, pequena e cristalina fonte de água, três degraus abaixo do nível [da relva]. A pequena fonte está situada de forma que facilmente podemos nos servir da água [NOTA: Nos dias de chuva crianças e adultos vinham descalços pela estrada de terra, trazendo o sapato nas mãos. Lavavam na fonte a lama dos pés, subiam descalços o caminho de pedra e vestiam meias e sapatos na sala da biblioteca. Só depois entravam no santuário.].

O edifício foi bem construído: na parte interior, boas acomodações e bancos confortáveis. Há também varias construções adjacentes para uso da igreja. Vendo tudo isto, digo a mim mesmo: “Senhor, aqui vejo tua Glória; como são belas as tuas moradas, oh Senhor Jeová, meu Rei e meu Deus”.

Assim adentrei ao templo para adorar meu querido Salvador Jesus Cristo.

A Escola Bíblica concluiu sua atividade dominical. [Como] para a irmandade rionovense eu era desconhecido, meu irmão me apresentou ao irmão W. Karklin, membro da diretoria, que preside todos os cultos e assembléias. Ele imediatamente me estendeu o convite para esta noite ajudá-lo. Respondi que se ele dirigir o culto e havendo oportunidade poderei ajudá-lo. Que me apresente à congregação; é só chamar-me que o que Deus me inspirar, isto falarei.

Neste domingo estava programado que se falasse e orasse sobre o trabalho missionário. Não demorou, fui convidado a falar sobre missões ou sobre minha viagem. Não achei interessante falar sobre mim, mesmo que fosse de interesse ou de utilidade. Dessa forma, comecei pedindo desculpas ao irmão Karklin e demais ouvintes.

Antes de tudo cumprimentei a igreja em nome da Igreja Batista de Areias, São Paulo, e em meu próprio, desejando a paz de Jesus a todos. Afirmei em seguida que no meu coração estava a mensagem de 2 Pedro 3, sobre o fim dos tempos e a vinda do Senhor, quando os elementos ardendo se desfarão, e que aguardamos um novo céu e uma nova terra onde habita a justiça.

Terceiro ponto: o seguinte ensinamento, que neste período de espera devemos nos manter e viver de modo a sermos achados dignos de herdar a nova terra, onde habita a justiça. Discorrendo sobre esse assunto me senti arrebatado e as palavras jorravam. Notei que os ouvintes estavam tocados pela palavra.

Após o culto houve inúmeros cumprimentos e convites para visitá-los, os quais infelizmente não consegui atender todos.

Voltamos à residência de meu irmão, pois havia grande volume de informações a ser repassado de um para outro, depois de quarenta anos de ausência. O tempo passa com pressa, sem que se perceba, e a noite já chegou. Temos que ir para a mesa do chá.

continua aqui >

Para ler do começo clique aqui
Pelas montanhas e vales do sul do Brasil
Por Jekabs Purens [Jacó Purim]

Publicado em série na revista “Jaunais Lidumnieks” (O Novo Desbravador), entre 1932 e 1933
Cedido por Brigitta Tamuza do “Brasiljas Latviesu Draugu Fonds”
Traduzido por Valfredo Eduardo Purim
Digitado por Lauriza Maria Corrêa
Revisão e notas por Viganth Arvido Purim

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s