Se você tivesse vindo | Lúcia Purim a Reynaldo Purim

[sem data, mas é de 1918; deve ser início de janeiro]

Querido irmão,

Envio-te as mais calorosas saudações. Eu indo bem e com saúde. Este ano ficar doente não esteve na moda.

Fazia uma semana que não chovia e [os últimos] três dias foram por demais quentes: tão quente neste verão ainda não havia sido. Hoje à tarde o tempo fechou e à noitinha começou a chover. A chuva agora se faz muito necessária, pois só assim as lavouras poderão crescer melhor.

Este ano, se você tivesse vindo, pouca coisa teria de bom. Noutros anos já em dezembro está tudo verde, mas este ano ainda não. Melancias e pepinos este ano crescem muito devagar, e quanto às melancias nem sei se vai dar alguma coisa. Os pepinos, com um pouco mais de chuva esperamos bastante. Hoje colhemos e comemos os primeiros.

Quanto aos pêssegos, este ano a seca e a ventania derrubaram muitos, e os que restaram são pequenos e muito cheios de bichos. As uvas sim, estão muito bonitas com cachos muito grandes.

Tiramos mel e rendeu seis latas. Todo mundo diz que tivemos sorte e que deu muito mel, pois os Klavin tiraram somente uma lata e meia e os Leiman duas latas. A cera rendeu 13 quilos, que vendemos para o Ingo por 2$300 o quilo.

O Natal foi muito bom, o tempo estava ótimo, as noites claras. No dia 24 dezembro fomos para o Rio Laranjeiras, pois eles também fizeram pinheirinho. Eu fui montada na “Zebra”. Lá tudo saiu muito bem. No dia 25 fomos passear na casa dos Leimann, onde também apareceu a Marta [Klavin] para uma visita. No dia 26 estivemos de passeio na casa dos Klavin e à noite tivemos o programa de Natal com pinheirinho. Todos os programas transcorreram muito bem, mesmo porque não estava muito quente e por isso não deu sono como no ano passado.

O que você fez durante as festas? Também fazem pinheirinhos por lá? Que fazem Walija e a Lawise? O Karlitis da Alida já está grande? Será que elas lembram de nós? Envio, a todas elas, muitas lembranças.

Vou aguardar de você uma longa carta.

Com saudações,

Luzija

PS. Recebi aquele jornal onde tem aquele retrato dos seminaristas e imediatamente reconheci você na foto. É verdade que estás bem mais gordo? O dinheiro foi suficiente para pagar a escola e as outras despesas? Realmente você vai ter que tirar um meio dia de folga para ler todas estas cartas.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s