Tinham vindo diversos brasileiros | Robert Klavin a Reinaldo Purim

A. Braga, 8 de julho de 1917

Querido amigo Reinhold,

A tua carta recebi, pela qual agradeço. No mês passado diversas pessoas foram visitar o Onofre Regis. Foram as seguintes pessoas: Arnolds, Arturs, Shenne e Koleggeene.

Desta vez “aqueles aqueles” estavam com grande coragem e disposição para viagem. Estando o tempo firme e as estradas boas, e sendo o último mês que o Arturs liderava o grupo, este conseguiu arrancar as pessoas como a Kolegeene de sua “vidinha querida e suave”; desta vez ela de boa vontade enfrentou as dificuldades de uma viagem.

No domingo seguinte elas fizeram a prometida viagem para o Rio Larangeiras: foram a Kolegeene e a Isolina. Eu também fui, mas não junto, pois as alcancei e na volta não pude voltar com elas. Saí bem depois, pois tive que conferir um trecho do ABC com a Margarida, ensinar os textos áureos das próximas lições da Escola Dominical e ler todas lições dos próximos domingos. Almocei e ainda conversei com diversos brasileiros amigos, e assim mesmo alcancei a Isolina e sua companheira.

Hoje entreguei as tuas lembranças e saudações ao pessoal de Rio Laranjeiras, pelas quais agradeceram e retribuíram – principalmente a Dominga de Medeiros e Maria da Silva, que estão também muito preocupadas com a Augusta, que se prepara para casar com aquele alemão logo que possível, apesar dos conselhos de todos. Essas coisas deixam todos muito preocupados. Nos últimos tempos tinha observado que a Augusta está um tanto diferente, mas achava que não seria nada. Diferente é a Margarida, que é diligente e aprende tudo com facilidade.

A congregação de Larangeiras está com uma freqüência menor do que naquele tempo. Alguns faltam, e também aparecem outros que a gente não conhecia.

Hoje à noite dirigi o culto aqui nos Leiman em leto e em brasileiro, pois tinham vindo diversos brasileiros.

Quanto ao Oscar tenho pouco a dizer, principalmente como ele vai, pois ele faz parte do grupo do Rio Novo. O que tenho ouvido dizer é que eles mesmos não conseguiram dividir as terras, então teriam levado à justiça para orientar a divisão.

O Arvids [Karp] está construindo a casa para o Salit e quando terminar ele vai embora. O Juris também vai escrever uma carta para você, sobre suas variadas experiências de sua vida, etc.

Que Deus te ajude e que te vá bem.

Muitas lembranças de meus familiares e finalmente também as minhas.

Roberts [Klavin]

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s